15 razões para visitar e regressar a Lisboa

Miradouro

Lisboa é conhecida pela cidade das sete colinas. No topo das colinas existem miradouros, uma série de praças pedonais que oferecem uma magnífica vista da cidade. São muitos os miradouros ao longo da cidade, mas mesmo que não consiga conhecer todos, faça questão de visitar o do Torel, o da Graça, o de São Pedro de Alcântara, da Senhora do Monte ou o do Parque Eduardo VII.

Praça do Comércio (Terreiro do Paço)

Uma das imagens mais emblemáticas da nossa cidade é a Praça do Comércio, a grande praça neoclássica que ancora a cidade ao rio Tejo. Caminhe pela margem do rio para sentir a cidade. A maior praça de Lisboa, símbolo da cidade e da sua reconstrução após o grande terramoto de 1755.

Castelo de São Jorge

O Castelo de São Jorge domina a paisagem da cidade. A impressionante fortaleza que o rodeia foi construída no século XI durante a ocupação moura e o grande ponto alto de uma visita é a magnífica vista da cidade e do rio.  É o ponto mais alto da cidade, no meio dos bairros mais típicos.

Elevador de Santa Justa

Inesperado e icónico, este elevador de ferro tem uma vista invejável sobre esta parte antiga de Lisboa, para além de ser um privilégio viajar neste elevador com mais de cem anos que foi desenhado por Ponsard, um discípulo do grande mestre, Gustave Eiffel.  Faz a ligação entre a Baixa e o Bairro Alto.

Torre de Belém

É um dos monumentos mais pitorescos da Europa e é património mundial. Para além de, as abóbadas trabalhadas em pedra constituírem uma obra de engenharia admirável, a riqueza dos elementos decorativos ligados a aspetos marítimos e às viagens dos navegadores é fascinante.  Além de tudo isto, uma das atrações da torre é um rinoceronte esculpido – o primeiro na Europa!

Mosteiro dos Jerónimos

O Mosteiro dos Jerónimos é um exemplo fantástico do estilo Manuelino e a principal atração turística de Lisboa. Este monumento deslumbrante, classificado como Património Mundial pela UNESCO, não deixa ninguém indiferente. Retratando a riqueza da Coroa Portuguesa, bem como a capacidade criativa de D. Manuel I e do arquiteto Diogo de Boitaca, este monumento de 300 metros de comprimento é um dos exemplos mais impressionantes de arquitetura religiosa de todo o mundo.

Alfama

Um dos bairros mais típicos da capital e onde pode conhecer alguns dos mais “castiços” estabelecimentos da capital. É muito fácil se deixar perder pelos becos, largos e pátios, alguns deles muito bonitos como a Calçadinha de Santo Estêvão e também, as fontes mais antigas da cidade, como o Chafariz Real e o Chafariz de Dentro. À terça-feira e ao sábado, o passeio por Alfama estende-se até ao Campo de Santa Clara para visitar a Feira da Ladra.

Chiado

É o coração do glamour da cidade. O bairro incontornável onde o “novo” e o “antigo” convivem em harmonia. Aqui pode visitar bonitas calçadas portuguesas, igrejas belíssimas, lojas centenárias e outras modernas, restaurantes de assinatura, cafés intemporais e sítios com muita música e animação ao vivo.

Convento do Carmo

As paredes desta igreja gótica permaneceram de pé, mas o telhado e arcos sucumbiram aquando o terramoto de 1755. Aconselhamos a visitar a igreja numa hora matinal, enquanto o sol ilumina o chão deserto, dando-lhe um ar contemplativo.

Mude (Museu do Design e da Moda)

Em plena Rua Augusta, este museu exibe uma coleção de mais de 2500 objetos que marcaram tendências no mundo das artes, design e moda. É um espaço cultural único no contexto internacional, posicionando Lisboa como uma das novas “capitais do design”.

Oceanário no Parque das Nações

O Parque das Nações é um caso de sucesso na revitalização de uma zona industrial, com uma localização privilegiada à beira rio.  O maior Oceanário da Europa está habitado por mais de 16.000 animais e plantas que representam mais de 450 espécies diferentes. Uma experiência única e encantadora a não perder.

Jardim da Fundação Calouste Gulbenkian

Os jardins da Fundação Calouste Gulbenkian ocupam uma área de aproximadamente 7,5 hectares, albergando espaços únicos de cultura, lazer, beleza e paz de espírito, fazendo deles um dos grandes oásis da grande Lisboa.

Museu Nacional dos Azulejos e dos Coches

São dois museus que não têm igual no mundo. Um, conta a história do azulejo em Portugal, desde as primeiras utilizações na parede no séc. XVI até aos dias de hoje. Outro, tem uma coleção de coches inigualável, com bons exemplares do século XVIII exuberantemente decorados com pinturas e talha dourada.

Praias de Lisboa

Situada no encontro da foz do Rio Tejo com o Oceano, Lisboa é uma cidade com uma forte ligação ao mar, a única capital europeia com praias atlânticas e tão perto do seu centro. Por isso, é imprescindível dar um passeio ao longo da costa ou até fazer uns dias de praia.  Em Lisboa há as praias da linha de Cascais para quem segue o Tejo até ao Atlântico, e a Costa da Caparica na margem sul, que se estende até à costa alentejana. Indo para a margem sul tem a oportunidade de passar pela Ponte 25 de abril.

Cais do Sodré

Para continuar a noite e dançar, o Cais do Sodré é uma das opções mais concorridas do momento, com espaços culturais, restaurantes, bares, clubes e discotecas.

A sua opinião é muito importante para nós, assim pedimos que nos transmita como foi a sua estadia, através do nosso site, portais de reserva e/ou redes sociais.

Dispomos de livro de reclamações, para ter acesso contacte os nossos serviços.

Agradecemos a sua estadia e esperamos por si numa próxima visita a Lisboa.

Partilhe as suas emoções durante a sua estadia nas redes sociais com os seguintes hashtags:

#be #beyouremotion #beclient